PETIT AROEIRA

A casa Petit Aroeira está localizada em Feira de Santana. Ela será a moradia de um casal de aposentados, que decidiu deixar Salvador em busca de tranquilidade. O condomínio, onde o lote está inserido, faz alusões à vida rural, inclusive no nome, Haras Residence. O projeto, sem destoar da proposta, inclui em sua concepção a simplicidade e a rusticidade da vida no campo.

 

A casa, térrea, expressa o desejo do casal de lá envelhecer. Neste percurso, espera-se da casa um local de encontro, onde eles possam receber os amigos e a família. O elemento simbólico desta reunião é a sombra de uma árvore Aroeira que dá nome ao projeto, guardada na lembrança pela matriarca da família como parte de sua infância, onde costumava se reunir com seu avô.

 

Assim, o projeto surge como um bloco regular longilíneo, que acompanha o desenho do lote, interrompido por uma curvatura na fachada nordeste, onde conforma-se um pátio em torno de uma árvore aroeira. Toda a fachada nordeste é constituída por esquadrias de madeira e vidro, do chão ao teto, que promovem a integração entre o pátio e as áreas coletivas de lazer da casa. As esquadrias também expressam a variação do pé direito, que tem seu ponto alto na entrada da casa, e é reduzido à medida que se aproxima da área íntima.

 

A materialidade e o sistema construtivo propostos buscam reforçar o caráter rústico da casa, ao mesmo tempo que acrescentam identidade. A empena lateral sudoeste, em concreto ciclópico, permanece aparente tanto externamente como internamente, sendo as demais paredes de alvenaria estrutural com pintura branca. O sistema estrutural é complementado por pilares de concreto na sala, onde tornaram-se necessários vãos livres. Todas as esquadrias são em madeira, o piso é em cimento queimado, e a cobertura é composta por uma tijoleira aparente que se apoia em vigotas de concreto. 

 

A casa contém, além das área coletivas, área de serviço com dependência para empregado, banheiro social, e três suítes. Das quais, a mais ampla, destinada aos donos da casa, interliga-se com uma varanda com deck de madeira e ofurô, um espaço de lazer mais íntimo e de meditação.

 

Na fachada oeste, a entrada da casa é marcada por um prolongamento da cobertura, que oferece um lugar abrigado aos recém-chegados. Esta fachada, propositalmente menos permeável visualmente, oferece privacidade aos cômodos internos, e uma proteção ao insolejamento acentuado.

 

Ano: 2016

Localização: Feira de Santana, Bahia, Brasil

Área construída: 220m²

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
CONTAto

contato@atelier6.arq.br

Iuri Nascimento +55 71 988 115 294

Larissa Vitta +55 71 991 103 320

Rodrigo Arruda +55 71 981 291 408

Untitled-1-Recovered.png